sábado, 31 de dezembro de 2016

Aforismos 2016 - VI (26 e 27) (Número 382 - Ano III)

Margaridas. Foto: Francisco Ferreira.

26)Eu tenho destino de navio, mesmo atracado, me movo com as marolas da vida. Sempre na vontade e precisão de viajar num novo pensamento.

27) Atributo primogênito e benjamim da liberdade: o respeito absoluto do arbítrio pessoal.

Aforismos publicados em minha coleção pessoal em PENSADOR, conforme link a seguir:


https://pensador.uol.com.br/colecao/franciscoferreira/

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Coluna Fixa "Reflexão da Semana" (Blog Dias d'oje - POR) 2016 - I (Número 381 - Ano III)


Rosa. Foto: Francisco Ferreira.

A Primeira Pedra



Quando os fariseus e doutores da lei levaram a Jesus, a mulher adúltera, com o intuito exclusivo de O incriminarem, o Mestre, baixou-se e começou a escrever na areia. Como é grandiosa a sabedoria, a paciência e a prudência de quem vai praticar a justiça e a misericórdia. Ele poderia ter esbravejado e, em poucas palavras, equacionado aquela situação...Mas, não! Humildemente se baixou diante daqueles seres arrogantes que lhe queriam o mal, colocando-se em uma posição inferior, para proferir aquela maravilhosa sentença: “Aquele que dentre vós estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar-lhe a pedra.” (Jo 8:7)

Neste momento, de tão sublime sentença, o Mestre destitui-Se do poder – que Lhe era de direito - de julgar, e o devolveu àqueles que, mesmo sem o ter, se arvoravam de juízos, jurados e algozes. Vejam que Jesus não se precipita, não teme e nem sequer se exalta. Dá a sentença, naquele momento, a todos, de forma suave, mas cujo impacto é profundo e instantâneo. Todos se sentem na pele da pecadora e indignos de julgá-la. E, nós, em nosso quatidiano, quantas vezes nos tornamos os doutores da lei e fariseus da vida de nosso semelhante? Quantas vezes, desdenhando a trave nos nossos olhos, apontamos o cisco no olho de outrem? Quantas vezes esquecemos as nossas culpas, vícios e miserabilidade humana para julgar o próximo? Vivemos, em todo o mundo, um momento de idolatria da morte, de desesperança e condenação. Haja vista a intolerância (religiosa, de gênero, política), os atentados que se proliferam, ceifando vidas e perpetuando a dor, os julgamentos precipitados e parciais que fazemos dos nossos amigos. Esta é a hora de acordar, numa ressurreição coletiva, e valorizar mais a vida, o entendimento, a esperança, a fraternidade e caridade de ver “o outro” e de agir com “o outro", como quereria que agissem contigo. Ser cidadão e cristão e cristão-cidadão é antes de mais nada aprender a ouvir, respeitar, aceitar, tolerar e agir com imparcialidade para com todos da sua espécie humana. É dobrar-se numa contemplação interior e,  fazendo isto, contemplar a sua própria miserabilidade, a sua própria falibilidade, os seus conflitos, as dúvidas e angustias e redescobrir que ninguém é digno de "atirar a primeira pedra"... de sequer atirar um pedrisco!

Feliz Ano Novo com mais amor, mais tolerância, mais caridade, mais misericórdia e mais altruísmo!
Obs.: adequada ao português de Portugal pelo amigo João Teixeira.

https://jmateixeira2000.blogspot.com.br/p/blog-page_30.html


quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Poetrix 2016 - V (Número 380 - Ano III)

Anjo de batom. Foto: Francisco Ferreira.

Três por Um

Tão valiosos os beijos teus
que, para cada um deles,
dou três dos meus.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Poemas Publicados (2002) (Número 378 - Ano III)

Capa do livro "MÁGICAS E OUTROS DEVANEIOS"

Almoço da Tia Donana

Na choupana da tia Donana
o almoço foi um alvoroço:
João cozinhava o pirão,
Geraldo preparava o caldo.
Enquanto Tereza punha a mesa,
tia Lulu mexia o angu,
Sebastiana fritava bananas,
Marília lavava as vasilhas
e Nicolau trazia a colher de pau.
De repente
caiu o Nicolau
quebrou a colher de pau,
foi socorrê-lo Marilia,
quebraram-se as vasilhas.
Distraiu-se a Sebastiana,
queimaram-se as bananas,
zangou-se a tia Lulu,
derramou-se todo o angu,
de tão assustada que ficou Tereza
que quebrou o pé da mesa.
Riu-se tanto o Geraldo
que entronou todo o caldo.
De tão bravo que estava o João
que deixou queimar o pirão.
O motivo do alvoroço
é que não teria almoço
na choupana da tia Donana.

Sorte quem tinha era Ritinha
pois só comia farinha.

Menção Honrosa  - Categoria: máster - III Prêmio Manoel Cerqueira Leite de Literatura (poesia e mini conto) - Itapetininga (SP) - 2002.

domingo, 25 de dezembro de 2016

Trajetória Literária - 2016 (Número 377 - Ano III)

(Semana de 18 a 25/12/16)


Destaques em Comunidades em que Publico:

1) Sociedad Venezolana de Arte Internacional.SVAI





2) Uniòn Hispanomundial de Escritores.UHE



3)  Casa da Poesia - União Virtual de Escritores

4) Poema destacado em El Sentir Poetico Del Alma, conforme conteúdo de e-mail, recebido em 19/12/16, as 9h32':

"Tu entrada de blog "Desilusão de Ótica" se acaba de destacar en El sentir poetico del alma.

Para ver tu entrada de blog destacada, visita:

Conforme conteúdos de e-mail recebidos em 19, 20 e 22/12/16.


sábado, 24 de dezembro de 2016

Aforismos 2016 - V (de 21 a 25) (Número 376 - Ano III)

Percevejo. Foto: Francisco Ferreira.


21) A morte me fascina profundamente, afinal ando de mãos dadas com ela desde que nasci, num jogo de gato e rato.

22) Sou um incorrigível otimista e, para mim, um talvez é a metade de um sim.

23) A mim basta-me o ser guerreiro. Na presença de reis curvo-me, deponho armas e espólio. Só ainda não conheci nenhum rei.

24) O inferno, para os vivos, é a lembrança.

25) Os relacionamentos são, em sua maioria, muito fundamentados no egoísmo. As pessoas, quase sempre, querem o outro para si, mas esquecem-se de que precisam se doar também.

Aforismos publicados em minha coleção pessoal em PENSADOR, conforme link a seguir:


https://pensador.uol.com.br/colecao/franciscoferreira/


sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Trajetória Acadêmica - 2016 (Número 375 - Ano III)

Hibisco. Foto: Francisco Ferreira.

Academia Virtual Brasileira de Trovadores

          Em 21/12/16 foi-me outorgado o título de ACADÊMICO  pelo Irmão Trovador, jornalista, advogado, acadêmico e ativista cultural ANTÔNIO CABRAL FILHO (Rio de Janeiro - RJ).
          No link ao final da página além do meu perfil literário, traz uma Seleta Literária com um resumo de minhas criações em: Versos Livres, Sonetos, Trovas, Indrisos, Microcontos, Poetrix, Aldravias, Crônicas, Contos, Haicais e Cordéis.
          Fazer literatura no Brasil, na atualidade, é um exercício de resistência , o artista das letras não é reconhecido e nem valorizado pelas instituições oficiais - sobretudo as de sua própria terra - mas as boas amizades que cultivamos no meio literário, além da satisfação de ver nossa criação valorizada por estes amigos e mestres é uma das melhores sensações que existe.
          Agradeço ao camarada ANTÔNIO CABRAL FILHO  por esta honra e alegria.

https://academiavirtualbrasileiradetrovadores.blogspot.com.br/2016/12/seleta-poetica-francisco-ferreira.html

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Poema Classificado - 2016 (Número 374 - Ano III)


Suicida

Tocar a mão do vento
e na reverência ao abismo
contemplar a sólida superfície do nada.

Rebrilhar nos olhos fechados
a insondável solidão
do gozar a dor de cada dia.

Flutuar o interior da pedra
navegando o magma essencial.
na rota da erraticidade, abandonar-se.

Empalar o coração em tributo
à liberdade total e absoluta
de dizer sim à vida que sobeja
em dor.

Classificado para a antologia AMOR E SEUS PREDICADOS - Litteris Editora - Rio de Janeiro (RJ) - 22/12/16.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Trajetória Literária - 2016 (Número 372 - Ano III)



(Semana de 12 a 17/12/16)

Destaques em Comunidades em que Publico:

1) Publicação destacada em SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL.SVAI, conforme conteúdo de e-mail recebidos em  13/12/16, as 11h28':

Tu publicación en el blog "Abandono" se acaba de destacar en SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL.

Para ver tu publicación en el blog destacada, visita:
http://sociedadvenezolana.ning.com/profiles/blog/list?promoted=1&xg_source=msg_feat_blogpost

2) 8° autor mais acessado em 13/12/16 em SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL.SVAI, conforme conteúdo de e-mail de 13/12/16, as 23h09'.

3) 14° poema mais lido (Abandono) em 13/12/16 em SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL.SVAI, conforme conteúdo de e-mail recebidos em  14/12/16, as 22h25'.

4) Os ônibus adesivados com os poemas classificados no CONCURSO POESIA NO ÔNIBUS DE BALNEÁRIO DE CAMBORIÚ, conforme conteúdo de e-mail de 15/121/16, as 21h14':

"Caríssimos poetas,

Os adesivos ficaram prontos e os ônibus já estão circulando, a partir de hoje, com os poemas pela cidade.
A empresa de ônibus já recebeu 30 telefonemas de elogio só neste primeiro dia.
Não tivemos coquetel, apenas um encontro dos parceiros para fotografia.
Os adesivos estão disponibilizados no blog. Se não conseguirem copiar de lá, avisem que remeto por email.
Como o trabalho foi feito na garagem, à noite, durante o período em que os ônibus não estão circulando, até tentei tirar fotos, mas ficaram ruins.
A antologia não ficou pronta ainda. Pretendo remetê-la  entre janeiro e fevereiro para o endereço de vocês.
Mais uma vez parabenizo a todos pelos ótimos trabalhos que nos foram remetidos.
Aproveito para desejar Boas Festas e um Ano Novo repleto de Saúde, Felicidade e muita inspiração!

​Forte abraço

Eliana​



domingo, 11 de dezembro de 2016

Trajetória Literária - 2016 (Número 371 - Ano III)


Folhagens. Foto: Francisco Ferreira
(Semana de 4/12 a 11/12/16):
Destaque nas comunidades em que publico regularmente:
1)    Publicação destacada no site, conforme conteúdo e-mail de UHE em 9/12/16, as 17h10’:
“Tu publicación en el blog "Cronômetro" se acaba de destacar en UNIÓN HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES. UHE.

Para ver tu publicación en el blog destacada, visita:
http://unionhispanomundialdeescritores.ning.com/profiles/blog/list?promoted=1&xg_source=msg_feat_blogpost

6° mais acessa do dia e 18° mais cessado da semana, em UHE, conforme e-mail de 10/12?16, as 20h28’.

2° poeta mais lido e 6° mais acessado dia, em UHE, conforme e-mails de 9/12?16, as 20h54’ e 20h56’.



2)    Publicação destacada no site, conforme conteúdo e-mail de EL SENTIR POETICO DEL ALMA em 10/12/16, as 11h36’:
“Tu entrada de blog "Alicerces Suspeitos" se acaba de destacar en El sentir poetico del alma.

Para ver tu entrada de blog destacada, visita:
http://elsentirdelpoeta.ning.com/profiles/blog/list?promoted=1&xg_source=msg_feat_blogpost


3)    Publicação destacada no site, conforme conteúdo e-mail de EL SENTIR POETICO DEL ALMA em 10/12/16, as 11h37’:
“Tu entrada de blog "A Caminho" se acaba de destacar en El sentir poetico del alma.

Para ver tu entrada de blog destacada, visita:
http://elsentirdelpoeta.ning.com/profiles/blog/list?promoted=1&xg_source=msg_feat_blogpost


17° mais acessado da semana em EL SENTIR POETICO DEL ALMA, conforme conteúdo de e-mail de 10/12/16, as 20h38’.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Aforismos 2016 - IV (de 16 a 20) (Número 370 - Ano III)

Cigarra. Foto: Francisco Ferreira.

16) O vento dá uma sacudida nas nuvens, aquela que estão mais escuras, manda para outro lugar e vira aquela desordem de seca.

17)É preciso muito menos coragem para brigar do que para evitar o confronto.

18) Não sei mais viver feliz sem você.

19) Um lugar só é longe se não estamos no coração do outro e o outro não está no nosso. Quando atingimos este estágio, tudo é perto, estamos sempre ao alcance de um carinho.

20) Quando ficamos sem palavras é porque ouvimos com o coração. E ele não sabe palavras, só conhece amar.

Todos publicados em minha coleção no PENSADOR, conforme o link a seguir:

https://pensador.uol.com.br/colecao/franciscoferreira/

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Texto Classificado - 2016 (Número 367 - Ano III)


Foto: Francisco Ferreira

Playboy Malandro



          O malandro se insinua. Para a moça do lado e para a vida. Quer se dar bem em qualquer situação, mas sempre mantendo a linha para não se dar mal. É típico do malandro equipar o seu carro popular com um som maneiro, calotas estribadas e algum acessório que o deixe mais chamativo. Passa horas polindo-o e o tem como o seu bem mais precioso. Uma extensão motorizada de sua própria personalidade.

          Já o playboy não sofre destes pobrismos. Seu carrão já vem maneiro e estribado de fábrica e a burra do papai está sempre de prontidão para renová-lo anualmente, ou caso ele o arrebente em poucos meses de desuso.  Por isto não lhe faz caso. Playboy não precisa se insinuar, o sobrenome e a conta bancária abrem todas as portas. E, se não forem suficientes, tem-se o artifício da carteirada e do "você sabe com quem está falando?" A moça do lado e a vida é que se insinuam para ele.

          O malandro um dia se cansa e arranja um emprego que o deprime, o adoece, mas de que, por pura malandragem, se orgulha. Vê todos os sonhos desvanecer e, à medida em que as forças - ou a falta delas - o impede de malandrear, viaja na bebida ou em outras substâncias menos nobres. Vê, a cada dia, sua barriga e calvície mais insinuantes e só lhe resta insinuar com a morte, mas pelo vício da malandragem, dá-lhes uns dribles.

          O playboy, ao contrário, quanto mais velho, mais arrogantemente boçalizado. É o patrão do malandro e paga-o mal, exige-lhe muito e o assedia moralmente, pois em suas veias correm várias gerações de barões e tem o mandonismo no DNA.  Também vai se utilizar de muletas emocionais de 12 anos, mas sua amargura não lhe causa amargor, antes amarga a vida dos que o cercam. Vai morrer - segundo os seus - antes da hora, de um mal súbito e sem recurso. No entanto, diferente do malandro, no fundo, acolhe com gratidão a gadanha do ceifeiro.  

5° Lugar no V Concurso Interpretando Ideias do blog INTERPRETANDO IDEIAS em 1°/12/16, conforme link a seguir:

http://interpretando-ideias.blogspot.com.br/2016/12/resultado-do-5-concurso-de.html


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Poemas Publicados - 2016 (Número 366 - Ano III)

Córrego do Ginásio. Foto: Francisco Ferreira

Remissão

Absolvo-te...
por amares demais e pecares
pelo amor e por seduzires
por dar-te , aos pares e triplos.

Redimo-te
por minha prece interrompida e coito
a tentativa malograda de suicídio
e o meu melhor atirado aos javalis.

Perdoo-te
as horas insones e lembranças
pairando inodoras sobre os frascos
e perfumes corporais.

Relevo-te
as perdas e ganhos
e a danação final irreversível.

Classificado para a antologia do I CONCURSO DE CONTOS E POESIAS DA FLISI 2016 e publicado em 20/11/16 na página do concurso, conforme o link a seguir:

https://www.facebook.com/events/442367892600160/?active_tab=discussion

domingo, 4 de dezembro de 2016

Trajetória Literária - 2016 (Número 365 - Ano III)

Flor Silvestre. Foto: Francisco Ferreira.

Semana de 28/11/16 a 3/12/16):

Classificações em Concursos Literários:

1) 5° lugar no V CONCURSO DE INTERPRETAÇÃO do blog INTERPRETANDO IDEIAS, com a crônica PLAYBOY MALANDRO, dia 1°/12/16.

http://interpretando-ideias.blogspot.com.br/2016/12/resultado-do-5-concurso-de.html

2) Classificado para antologia do I CONCURSO DE CONTOS E POESIA DA FLISI (3ª Feira Literária Serra do Itapety)

https://www.facebook.com/events/442367892600160/

3) Classificado para antologia do VII CONCURSO LITERÁRIO INTERNACIONAL BURITI CRONICONTOS, com o poema PROFISSÕES LIBERAIS, Santos (SP) em 3/12/16.

http://concursoburiticronicontos.blogspot.com.br/2016_12_01_archive.html

Destaque nas comunidades em que publico:

1) Mais lidos da semana em UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES.UHE (Trujillo - PER).