domingo, 30 de outubro de 2016

Trajetória Literária 2016 (Número 339 - Ano III)


1) Placares dos Líderes do Site  CASA DA POESIA - UNIÃO DOS ESCRITORES VIRTUAIS  em que estamos em 4° Lugar.



2) Capa e página 09 da revista OCEANOS volume 03, do CAFÉ COM POESIAS da SOCIEDADE MUNDIAL DOS POETAS de São Paulo (SP), recebida 28/10/16.


3) Estamos em primeiro lugar em postagens no Blog da CASA DA POESIA - UNIÃO DOS POETAS VIRTUAIS.


terça-feira, 25 de outubro de 2016

Poemas Classificados 2016 (Número 337 - Ano III)




Gramática do Não Altruísmo

Homem
substantivo sem adjetivo
comum, inexplicado, inexpressivo.

Homem bom
sujeito pouco esperado
mas distinto, por natureza, benigno.

Homem sempre bom
sujeito inexistente, equivalente
a um engodo utópico.
Há de existir uma nesga de maldade
uma fresta por onde o mal se instale
arrombe a saia. Se espalhe.

Classificado para a revista Oceanos vol. IV, do CAFÉ COM Revista Oceanos vol. IV, do CAFÉ COM POESIA da Sociedade Mundial dos Poetas, São Paulo (SP) em 21/10/16.


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 336 - Ano III)



Surdez

Tua voz troa tão alto
ouvidos não ouvem
impossíveis de tons!

Quem, pela verdade estiver,
que ecoe meu silêncio.

Sons corrompidos, velados
mentiras desveladas
vozes.

Poema publicado para o DESAFIO SEMANAL - 04  de A CASA DO POETA - UNIÃO DOS ESCRITORES VIRTUAIS, conforme o link a seguir:

http://www.acasadapoesia.com.br/profiles/blogs/desafio-semanal-n-04

domingo, 23 de outubro de 2016

Trajetória Literária 2016 (Número 335 - Ano III)

Foto: Turim (Itália) - Fonte: initalytoday.com 


Conquistas Literárias dos últimos dias:

1) Revista Oceanos vol. IV, do CAFÉ COM POESIA da Sociedade Mundial dos Poetas, com o poema GRAMÁTICA DO NÃO ALTRUÍSMO.

Cópia de e-mail recebido em 21/10/16 as 20h11’.

“Boa Noite Francisco

Em anexo, para verificação, sua página para participação na Coletânea Oceanos.
Agradecemos e aguardamos sua resposta.
Obrigado


Att,


Alexandre Jazara
Presidente da S.M.D.P.
Organizador e Fundador do Café com Poesia”


2)  Concurso Nacional GRITOS CONTIDOS da CORUJA ESCRITORES, com o poema PANDORA.

Cópia de e-mail recebido em 22/10/12, as 22h33’ da Coruja Escritores:


“Felicitações poéticas!


Seu poema foi selecionado entre mais de 1800 inscritos para participar da antologia Gritos Contidos e concorrer aos prêmios de 1º lugar - R$3.000,00 - 2º lugar - R$2.000,00 - 3º lugar - R$1.000,00 que serão entregues na Cerimônia de Premiação com coquetel e sarau, no Rio de janeiro em 30 de novembro de 2016”.

3) Antologia bilíngue AMOR E AMORE da A.C.I.M.A. Associazone Culturale Internazionale Mandala, de Turim (ITA), com o poema AVES TRISTES.

Cópia de e-mail recebido dia 22/10/16, as 19h46’ da A.C.I.M.A.:
"Prezado Francisco Ferreira, como vai?
Lindo poema, aprovado para fazer parte de AMOR & AMOR.
Na pré diagramação do volume, juntamente com a página destinada à sua biografia, o poema ocupará 2 páginas. (1 para a sua biografia de no max. 100 palavras e a outra para o poema)".

A A.C.I.M.A. - Associazione Culturale Internazionale Mandala, sediada na Itália, lança oficialmente a Antologia “AMOR & AMORE” 2016, a tradicional coleção de trabalhos literários reunidos em (volume bilíngue) realizada anualmente, que permite o encontro cultural internacional entre autores que escrevem em idioma italiano e português.
O lançamento oficial no Brasil será realizado na Casa das Rosas, (data a confirmar) e possivelmente também em outras cidades. (a definir). Um dos lançamentos na Itália será em Turim, no estande da A.C.I.MA no Salão internacional do livro 2017. O evento de lançamento será de gala e será organizado pela A.C.I.M.A. – Associazione Culturale Internacionale Mandala, na ocasião haverá a entrega oficial do certificado de participação.
A inscrição no presente projeto implica na aceitação plena deste regulamento e na adesão como sócio ordinário A.C.I.M.A.







sexta-feira, 21 de outubro de 2016

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Trajetória Literária 2016 (Número 327 - Ano III)


O mais belo certificado que já recebi do I CONCURSO LINGUA'FIADA DE POESIAS do blog dantepincelii.blogspot.com ,em que obtive o Segundo Lugar (abril/maio/junho - 2012).

Trajetória Literária 2016 (Número 326 - Ano III)



Certificado, medalha e exemplares das antologias VERSOS D'ALMA - EDIÇÃO ESPECIAL 2016 e ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS - VOLUME 139 , da CÂMARA BRASILEIRA DE JOVENS ESCRITORES (CBJE) - Rio de Janeiro, que traz os meus poemas ET PARDAL HOMINUN e DESALENTO. Recebidos hoje.

Trajetória Literária 2016 (Número 325 - Ano III)


Jornal LETRAS EM NOTÍCIAS, edição 01, fevereiro/2006 (Conceição do Mato Dentro-MG) da Turma de Letras da FEVALE - Fundação Educacional de Vale do Jequitinhonha (capa e página 03, colunas 01,02 e 03).

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 324 - Ano III)


Capa do jornal SELETA LITERÁRIA (OS VENCEDORES DO II CONCURSO CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE DE POESIAS), ano I, número 01, 11 a 15 de novembro 1999 (Jacutinga - MG) e página 06, coluna 03, que traz o meu soneto AMOR. O primeiro poema publicado e premiado.

Poemas publicados 2016 (Número 323 - Ano III)


Capa do jornal MUNDO MÁGICO DA POESIA número 05, janeiro/fevereiro/março 2005, editora: Viviane Schiller Balau (Porto Alegre - RS), página 04,coluna 03 em que consta o meu poema POBRES NA CHUVA.

Trajetória Literária 2016 (Número 322 - AnoIII)



Mais novo canal de divulgação de meus textos: o site CURTO CONTO acaba de me aprovar como um de seus autores e publicar o meu poema AMARGO RIO DOCE, conforme o link a seguir:

http://curtoconto.com.br/contos/364-amargo-rio-doce

 

domingo, 16 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 321 - Ano III)


Capa do jornal FALA CALIFÓRNIA - Ano 16, número 115 , de julho/agosto/setembro de 2011 e página 07 coluna 02 em que consta o meu poema DILEMA, classificado em Segundo Lugar na categoria acima de 14 anos no CONCURSO CARLOS FELIPE DE POESIAS (Belo Horizonte - MG).

Trajetória Literária 2016 (Número 320 - Ano III)


Capa e página 01 da revista ESTALO, A REVISTA - número 04, outono de 2005 (Belo Horizonte - MG).

Poemas Publicados 2016 (Número 319 - Ano III)


Fotos do Jornal CORREIO DO SUL (SUL DE MINAS) - Segundo Caderno, 19/12/2003, página 04, coluna DIVERSOS CAMINHOS, que traz o meu poemeto ESTAÇÃO DAS PODAS. Este poema foi publicado também na Revista ÒMNIRA número 03 de Salvador (BA). (Lembrança boa)

sábado, 15 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 318 - Ano III)




Primeira página do jornal LETRAS SANTIAGUENSES - Ano XX - número 118 - julho/agosto 2015 (Santiago-RS) e página 6, coluna 01, que traz o meu poema QUEDA.

Poemas Publicados 2016 (Número 317 - Ano III)


Primeira página do jornal LETRAS SANTIAGUENSES - Ano XX - número 121 - janeiro/fevereiro 2016 (Santiago-RS) e página 20, coluna 03, que traz o meu poema AVES TRISTES.

Aldravia I (Número 316 - Ano III)

Fonte: imagens.np3o.com


pimenta
dos
outros
meus
olhos
refrescam

1. Aldravia

Significado de Aldravia Por maria augusta da silva caliari (SP) em 18-12-2013 
É uma poesia composta por seis linhas poéticas resumida em palavras que exprimem grandes emoções!


Fonte:  http://www.dicionarioinformal.com.br/aldravia/


quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Afago no Ego 2016 (Número 315 - Ano III)



Parabéns ESCRITOR pelo seu dia!

ES-CRI-TOR
substantivo masculino
1. Autor de obras literárias ou científicas (com relação ao estilo, à forma que emprega).
escritor público
• Literato de profissão.
--
A DIRETORIA
PORTAL DO POETA BRASILEIRO
NÓS FAZEMOS PARTE DESTA HISTÓRIA!

Cópia de e-mail recebido hoje as 17h05'.

Trajétoria Literária 2016 (Número 314 - Ano III)

Caricatura de Drummond, por Alvarus (1941) - Fonte: jornalggn.com.br

Saudações poéticas!


Poeta, sua participação no Declame para Drummond 2016 está confirmada, que alegria! Em breve nossos poemas ganharão as ruas do Brasil. Viva Drummond e viva os poetas vivos do Brasil <3 !!!
Até a próxima semana enviarei aos poetas participantes o arquivo em .pdf com todos os poemas desta edição lindamente diagramados. Ao receber, cada poeta deverá imprimir todos os poemas e distribuir por sua cidade, seja organizando um sarau, seja fazendo um varal poético, seja mandando pelo Correio os poemas, distribuição no semáforo, como seu coração e seu jeitão mandar.
Vejam algumas fotos das edições passadas para se inspirarem https://www.facebook.com/events/303420843368591/ ! ou no www.marinamara.com.br .

Com essa simples ação, de imprimir e distribuir os poemas em sua cidade, poetas do Acre serão lidos no Rio de Janeiro, os de Goiânia serão lidos em Pernambuco, os de São Paulo serão lidos em Roraima, em Brasília, etc. Junto aos poemas enviarei um release (aviso de pauta) para ser enviado para a mídia local da cidade de vocês, com o número de participantes desta edição, essa ação com a mídia é para os interessados em divulgar suas ações, saraus e etc.
Poeta, qual a sua cidade? E se você tem uma página (website, fanpage no Facebook, blog), por gentileza me envie o link para que possamos divulgar junto ao poema!
Gratidão a cada poeta pela disposição em participar desta empreitada utópica, mas com efeito humanizador instantâneo e perene!

Com amor,

Cópia de e-mail recebido em 13/10/16, as 16h35', de Marina Mara idealizadora e organizadora do DECLAME PARA DRUMMOND. Participarei com o poema DESALENTO. 

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 313 - Ano III)


Foto do autor.


Revolução

Ausência de pão?
"Que comam brioches"!
Cabeças e coroas a rolarem.

A fome no poder.

Nova postagem no portal AUTORES.COM conforme link a seguir:

http://www.autores.com.br/publicacoes-artigos2/4-literatura/poesias/72881-revolucao-2.html

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Poemas Publicados 2016 (Número 312 - Ano III)


Foto do autor.

Amargo Rio Doce

Rio acima desovo-me
fluido fujo da foz
evitando aMAR.
Águas mortas
em linhas tortas
sólidos liquefazem no ar.
(Partículas em suspeição).


Rio suspeito
em meu leito
de sublevação.
Peixe fátuo, fresco, frito
água furtada, fonte aflita
torrente de monção.
(Água turva insurreta).


Pousa em graça
pouso de garça
bicos longilíneos, des-caminhar.
Correnteza, cabeceira
leito seco, peito seco, corre seco
a caminho do aMAR.
(Movem-me moinhos, aguarrás).

Publicado no portal AUTORES.COM, conforme link a seguir:

http://www.autores.com.br/publicacoes-artigos2/4-literatura/poesias/72877-amargo-rio-doce-2.html